Não conseguir fazer as coisas que realmente desejamos

Todos nós já passamos por isso: nos matriculamos na academia, nos inscrevemos para uma aula, compramos um e-book … e depois não usamos.

Temos esperanças de aprender a desenhar, a programar, a tocar um instrumento musical … e logo não conseguimos fazê-lo.

Tivemos as melhores intenções para um projeto (talvez começar um blog ou escrever um livro). Temos as melhores intenções para o nosso dia, para ser produtivo e completar algumas tarefas.

E então nossos planos desmoronam. Não vivemos de acordo com nossas expectativas.

Por que é isso? O que há de errado conosco?

Na minha experiência, existem alguns obstáculos fundamentais:

Somos excessivamente otimistas. Nós pensamos que poderemos fazer aproximadamente de 2 a 5 vezes mais coisas do que nós podemos realmente fazer. Não somos muito bons em estimar o quanto as coisas que queremos fazer vão tomar nosso tempo. Sempre estimamos levar muito menos tempo do que eles realmente vão tomar. O otimismo nos bate cada vez.

Nós não contamos com as pequenas coisas. Isso vai de mãos dadas com o otimismo, mas quando estamos pensando sobre nossos planos, não pensamos em todas as pequenas coisas, como tarefas de manutenção, que precisam ser feitas para realizar nossos planos… ou mesmo apenas para viver. Não pensamos em tomar banho, escovar os dentes, nos vestir, cozinhar, comer, limpar, lavar roupa, telefonar e assim por diante. Nós simplesmente não calculamos quanto tempo levará esses pequenos detalhes.

Falhamos diante da resistência. Quando temos a opção de focar no que esperamos focar, ou fazer algum trabalho ou ir para uma das nossas distrações confortáveis​​… resistência surge. E a nossa resposta habitual e condicionada é fugir da resistência. Às vezes temos a motivação para superá-la. Mas na maioria das vezes nós colocamos as coisas de lado, porque vencer a resistência não é fácil.

Nós não temos o ambiente certo. Uma grande parte de conseguir superar a resistência é se temos um ambiente que é propício para nos manter na tarefa ou nos manter responsáveis. Por exemplo, se formos parte de uma equipe e eles estão contando conosco para fazer um projeto até o final do dia… estaremos mais motivados para superar a resistência porque não queremos decepcioná-los. Mas vamos dizer que ninguém saberá se procrastinamos por um dia inteiro. E há muitas distrações tentadoras olhando para nós a partir do navegador… estamos menos propensos a fazer as coisas. Responsabilidade, pessoas de apoio, a presença de distrações… estas são algumas partes-chave de qualquer ambiente em que estamos.


Estas são coisas que todos nós fazemos. Não há uma pessoa entre nós que é imune a esses problemas – certamente não eu, nem ninguém que eu conheço.

Então o que nós podemos fazer? Acontece que existem alguns hábitos que podemos formar para nos ajudar com esses problemas. E alguns deles vão parecer óbvio agora que nós identificamos as causas.

Soluções para os obstáculos

Se você quiser realmente colocar essa aula ou mensalidade da academia em uso, se você quiser esse projeto pessoal feito ou ler o e-book que você comprou… aqui estão algumas sugestões:

  • Saiba que você provavelmente só tem 3-4 horas por dia de tempo produtivo para fazer projetos, realizar trabalho importante, ler livros, aprender coisas. O resto do tempo é gasto em dormir, comer, manutenção pessoal, transporte, reuniões, chamadas, e-mail, distrações, compras, culinária, recados, cuidar de crianças ou sair com amigos e assim por diante.
  • Bloqueie sua agenda com o que você pode fazer nesse tempo. Exercícios, escrita, leitura, aprendizagem, algumas tarefas importantes.
  • Agora corte metade deles. As coisas que você quer fazer vão levar o dobro do tempo que você espera. Se você tem algum tempo sobrando, bônus! Use esse tempo não em distrações, mas nas tarefas que você cortar.
  • Se você quer um tempo mais produtivo, corte algumas distrações, TV, leitura on-line. Mas você provavelmente só será capaz de adicionar mais uma hora por dia.
  • Monte um bom ambiente para cada projeto que você deseja concluir – se você quiser aprender a tocar guitarra, tenha responsabilidade e alguém que vai servir de suporte, mesmo que isso signifique encontrar alguém on-line. Defina prazos e tenha pessoas que contam com você para fazer seu projeto. Vá para algum lugar por 30 minutos onde você não terá nenhuma distração.
  • Quando você estiver pronto para se concentrar na coisa que você espera ser feita… enfrente a resistência em vez de fugir dela. Veja que não é tão ruim assim. Conheça o seu motivo mais profundo para querer fazer isso, e lembre-se que esta razão vale a pena enfrentar a resistência, apesar desse desconforto.

Espero que você ache isso útil. Estou usando isso para aprender coisas, fazer projetos, praticar exercícios, e ainda ter tempo para diversão. Esqueço essas coisas o tempo todo, mas quando me lembro de fazê-las, sou muito melhor em viver de acordo com minhas esperanças e sonhos. Quem sabe daqui há algum tempo, quando esse sistema estiver mais enraizado eu consiga explicar de forma melhor… até lá, FOCO!

(Visited 74 times, 1 visits today)

Comments

comments

One thought to “Não conseguir fazer as coisas que realmente desejamos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.